Fundação: Criada em 1990

Largo da Igreja do Freixo (Tongobriga), 58

4630-092 Freixo - Marco de Canaveses

Escola

Escola Profissional de Arqueologia

A Escola Profissional de Arqueologia (EPA) é uma instituição pública de ensino profissional dedicada à área do Património Cultural, implantada na aldeia de Santa Maria do Freixo, em plena Estação Arqueológica do Freixo, espaço de cerca de 50 hectares classificado como Monumento Nacional – a cidade romana de Tongobriga.

A sua criação surge associada ao aumento do mercado de trabalho na área da Arqueologia, e com a necessidade de criação de um corpo profissional de arqueólogos capaz de responder de forma competente aos normativos legais e às crescentes solicitações que o desenvolvimento urbanístico e as obras públicas acarretavam.

A Escola Profissional de Arqueologia é então criada em 1990, através de um contrato programa celebrado entre o Gabinete de Educação Tecnológica, Artística e Profissional e o Instituto Português do Património Arquitetónico e Arqueológico, em representação, respetivamente do Ministério da Educação e Ministério da Cultura.

Com a promulgação da Portaria nº795/2000, de 20 de setembro, a escola é integrada na rede pública de estabelecimentos de ensino, sendo o seu financiamento assegurado em partes iguais pelos Ministérios da Educação e da Cultura.

O primeiro curso a avançar foi o de Assistente de Arqueólogo, seguindo-se o Curso de Técnico de Museografia e Divulgação do Património e o de Assistente de Conservação e Restauro. Mais recentemente a Escola apostou no curso de Técnico de Recuperação do Património Edificado, em resposta às necessidades identificadas no mercado.

Na implantação dos cursos vocacionais, em 2015 inicia-se o curso de Técnico Operacional do Património e Turismo para o 3º ciclo. No ano letivo de 2016-2017 inicia-se o curso de educação e formação (CEF) de Operador de Fotografia, também para o 3º ciclo.

Escola Profissional de Arqueologia

Missão e Visão

Esta é uma escola de âmbito nacional, que tem como missão formar técnicos intermédios para integrar equipas multidisciplinares a trabalhar no Património Cultural, nas vertentes da investigação, da conservação e da divulgação.

Procuramos, que para além da formação científica e tecnológica, os nossos formandos adquiram um conjunto de valores como a solidariedade, a tolerância, a participação democrática, a valorização da igualdade e inclusão e a responsabilidade social.

A nossa visão é sermos uma escola de referência e excelência na área do Património, nos domínios da formação profissional inicial e contínua e da formação de adultos.